“Afinal, vai-se a ver e os portugueses estão cheios de dinheiro”, anunciam por estes dias natalícios os jornais e as tevês, reproduzindo acriticamente a história habitual: chega o Natal e aparece o dinheiro, que sempre existe, apesar da choraminguice.  Mas jornalismo seria saber quantas contas foram movimentadas nesses levantamentos e transacções com Multibanco durante o período, sendo certo que a riqueza está ainda pior distribuída do que no ano passado.

Anúncios