TROIKA1

«Os coordenadores dos principais grupos políticos na Comissão Económica e de Assuntos Monetários do Parlamento Europeu decidiram lançar um processo de inquérito à actuação da troika (…) A principal força política por detrás da iniciativa são os verdes. “As troikas desempenham um papel chave na crise da zona euro. Mas o seu trabalho continua a não ser transparente em larga medida“, disse Sven Giegold, deputado europeu dos Verdes da Alemanha, que sublinhou que “os pressupostos da troika provaram estar errados em todos os resgates”. Insistiu também que deverão ser investigados eventuais abusos ou violações da lei. A investigação pretende apurar, ainda, a “legitimação democrática das decisões tomadas” pela troika nesses processos. (…) A investigação será liderada pelo deputado austríaco Othmar Karas, do Partido Popular Europeu, e pelo parlamentar social-democrata francês Hoang Ngoc. Os relatores sombra serão Philipe Lamberts, dos verdes belgas, e Derk Jan-Eppink, dos conservadores holandeses. O deputado europeu Gay Mitchel, membro do Fine Gael, o partido irlandês que lidera a coligação governamental em Dublin, disse que a comissão deslocar-se-á aos quatro países para falar com as missões da troika, com ministros e ex-ministros, sindicatos e bancos. Esta comissão de inquérito espera concluir a missão em Março de 2014 e ter o relatório votado em Abril, antes das eleições para o Parlamento Europeu em Maio.» Mais no Expresso online [lamentavelmente em texto acordizado].

Anúncios